Medo e ansiedade

Medo e ansiedade

É cada dia mais freqüente vivenciar experiências difíceis como problemas financeiros, desemprego, violência, conflitos familiares, desencontros amorosos ou incertezas profissionais, que podem gerar medo e ansiedade.

Embora sejam sentimentos individuais por depender da experiência de cada um com o meio em que vive, parece que estamos vivendo uma epidemia destes sentimentos.

A ansiedade possui muitas semelhanças com o medo; capaz de gerar alteração no comportamento fazendo com que o indivíduo se torne impaciente diante de determinadas situações, principalmente àquelas que oferecem perigo. Dependendo do nivel de ansiedade, ela pode ser prejudicial ao desempenho em uma ampla gama de funções cognitivas, incluindo atenção, memória, formação de conceitos e resolução de problemas.

As emoções e temores que cercam esses distúrbios podem dominar a vida de um indivíduo, interferindo com a capacidade de trabalhar e socializar. Quando muito pronunciados, podem se apresentar de várias maneiras, dentre elas a insônia ou dificuldade para dormir, pensamentos ruminantes que não permitem focar em outra coisa, tensão, agitação, nervosismo, tonturas, sudoreses, dificuldade de concentração, comer em excesso ou perda do apetite, sobressaltos, ou ainda aquela sensação de que alguma coisa ruim vai acontecer.

Para superar todo este desconforto é importante compreender a origem da ansiedade e delinear novas perspectivas para combate-la.

Sugestões :

– Reconhecer seus medos e aprender a enfrenta-los, evitando que estes assumam o controle.

– Mudar o padrão de pensamento evitando que a vida seja percebida somente pelo lado negativo, sem esperança. Isso acontece geralmente quando se abre mão da responsabilidade da própria vida e se deixa levar pelas circunstâncias, sentindo-se refém de todos os acontecimentos.

– Perceber sua respiração. O objetivo básico do controle da respiração é o de transformar a respiração áspera ou pesada em uma respiração mais lenta e refinada. Uma vez que o corpo esteja imóvel e que a respiração esteja controlada, a mente naturalmente se tornará mais calma.

– Não fique parado(a), exercícios e outras atividades físicas são bons aliados para aliviar a ansiedade.

– Atenção a alimentação também ajuda e muito, evite comer muitos alimentos gordurosos e muitos doces. Chás podem ajudar bastante, como os de erva-cidreira, camomila, passiflora ou melissa.

Este conjunto de novas atitudes fazem toda a diferença na recuperação da harmonia fisica e psíquica, por isso vale a pena tentar. 

Se os sintomas se apresentarem de forma persistente o mais recomendado é buscar ajuda de um profissional capacitado para  avaliação e medicação. Nunca faça auto-medicação, ela pode piorar o quadro de ansiedade.

Desejo uma vida de paz e saúde para você.

Abraços,

Gleise

Anúncios
Marcado com: , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: