Faça do seu intestino seu aliado!

Cérebro e Intestino

Vale a pena investir no equilíbrio da sua flora intestinal…

E sabe porque?  

A flora intestinal faz parte do seu sistema imunológico e tem como função gerar uma barreira quase intransponível contra agentes agressores como vírus, bactérias e parasitas que drenam nossa energia. 

Um intestino saudável além de conseguir desempenhar bem o seu papel no processo digestivo e na absorção de nutrientes, é um grande aliado dos mecanismos de defesa, pois protege seu organismo contra infecções, produzindo um maior número de células protetoras que fortalecem o sistema imunológico.

Resumindo… Quanto maior o número populacional das bactérias do bem, menores são as chances de bactérias invasoras sobreviverem naquele meio ambiente.

Mas este investimento não para por aí!…  

As bactérias intestinais também são relacionadas à obesidade e acredite se quiser, o intestino é um dos principais parceiros do cérebro.

Estudos recentes relacionam a microbiota intestinal com a obesidade.

A diferença encontrada na microbiota intestinal de pessoas magras e obesas tem reforçado esta teoria. Nestes estudos, a relação encontrada entre os dois maiores grupos de bactérias intestinais, que representam 90% da população intestinal, quando em desequilíbrio, tem sido associada a alterações metabólicas: obesidade, diabetes, doenças arteriais coronarianas e processos inflamatórios em geral. Foi observado que com a interferência positiva na composição da flora intestinal, o organismo tem alcançado ação benéfica na saúde global.

O intestino possui aproximadamente 100 milhões de neurônios que formam o sistema nervoso entérico, o que faz dele um órgão inteligente. Ele também é independente e pode controlar muitas funções sem ordem, instrução ou ajuda do cérebro, coordenando todas as funções digestivas. Tem capacidade seletiva dos alimentos e desempenha papel importante no metabolismo.

Qual é então a relação entre o intestino e o cérebro?… Uma rede de neurônios no intestino faz uma conexão direta com o cérebro através do nervo vago (que tem sua origem no tronco cerebral e liga-se a órgãos como intestino grosso, rins, fígado, esôfago, estômago e ao coração). Esta comunicação de mão dupla acontece graças aos impulsos nervosos que coletam e avaliam informações para coordenar tarefas importantes que acontecem no organismo.

Uma grande vantagem para o cérebro nesta conexão direta é que seu parceiro, o intestino, é o maior produtor de SEROTONINA. Sim, o intestino fabrica cerca de 80% a 90% de toda serotonina no corpo. Você imaginava que esta substância relacionada ao bem-estar e felicidade era produzida pelo intestino?

São muitos os benefícios para a saúde relacionados com a flora intestinal. Citei alguns deles para despertar interesse sobre como seu corpo funciona.

Agora fique atento aos fatores de risco relacionados ao bom funcionamento do intestino tais como desequilíbrio na dieta rica em gorduras, açúcares e carboidratos simples de alto índice glicêmico, tabagismo e o consumo elevado de álcool, utilização frequente de medicamentos como os antibióticos, laxantes, anti-inflamatórios, corticoides e antiácidos.

Outro grande vilão é o estresse. O intestino com sua rede de neurônios possui uma relação intima e sensível com as emoções. O estresse emocional tem seu reflexo em todo aparelho digestivo com sintomas e consequências para o intestino.

Como vimos acima, é importante manter o intestino saudável. Ele é um forte aliado da nossa saúde física e mental. Que tal introduzir bons hábitos e fortalecer essa parceria?

– Consumo de fibras é essencial! Elas estimulam o bom funcionamento dos intestinos e por isso devem ser consumidas diariamente. São encontradas em frutas in natura, hortaliças, leguminosas, raízes, sementes, aveia, cereais integrais.

– Atenção ao consumo ideal de água! Sem a ingestão adequada de água (pelo menos 8 copos ao dia), seu organismo fica desidratado e suas fezes também, causando constipação intestinal (prisão de ventre). Um grande desconforto…

– Atividade física… Melhora a motilidade intestinal e estimula a evacuação, evitando que as fezes fiquem alojadas nos intestinos um tempo maior do que o necessário.

– Eduque seu intestino! É importante estipular um horário que seja conveniente em sua rotina diária e criar o hábito regular de ir ao banheiro.

– Muita atenção ao estresse emocional e as crises de ansiedade, eles alteram a produção dos neurotransmissores que atuam no intestino, interferem nos movimentos peristálticos e modificam a composição da flora intestinal.

A dica é boa! Ficar atento ao equilíbrio da flora intestinal é fundamental para o bom funcionamento do organismo, ao bem-estar e à saúde mental. Não vale a pena?

Um grande abraço,

Gleise

Anúncios
Marcado com: , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Nutrição, Saúde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: