ACREDITAR

Acreditar

Acreditar que somos capazes de conquistar tudo aquilo que desejamos. Prosperar em todos os âmbitos de nossa existência… Porque isso não seria possível? Quem ou o que limita a força do meu desejo e a minha fé em realizar?

A superação é um poder infinito dentro de nós. É preciso valorizar mais nosso conselheiro interno. Reconhecer ser merecedor para poder receber tudo que é bom e próspero. Escolher ter pensamentos e atitudes positivas para transformar nosso mundo e consequentemente o de todos a nossa volta, fazendo de nossa mente nossa maior aliada.

Pense nisso!

Grande abraço,

Gleise

 

Marcado com: , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento, Saúde, Terapias

Somos melhores do que acreditamos ser.

 

Low Self Esteem

 

O medo do julgamento alheio faz com que muitas pessoas desistam de colocar em prática seus sonhos.

Isso é reflexo de possíveis espelhamentos distorcidos, gerados principalmente em nossas primeiras experiências de vida, quando nosso precário autoconceito é moldado por inúmeras referências que formam a base da nossa saúde emocional.

Quem experimenta aquele sentimento de inadequação, mesmo quando aparentemente é bem sucedido, está vivenciando um processo de autoavaliação negativa, onde a autocritica leva a um perfeccionismo excessivo e não permite se reconhecer como merecedor de suas conquistas, enxergando apenas os pontos negativos. Não consegue apoiar a si mesmo.

Essa falta de autocompaixão com julgamentos e opiniões sempre negativas com relação a nós mesmos nos separa de nossa própria essência. Um desequilíbrio entre como nos vemos e quem realmente somos com todas as nossas potencialidades. Um conflito que nos distancia de realizações e mantem nossas metas apenas em sonhos.

OK… Mas como romper estas barreiras que nos impedem de ser coerentes com nossa essência e começar a agir com segurança diante das circunstâncias impostas pela vida?

A decisão para a recuperação da autoestima exige coragem! Enfrentar os desafios propostos gera medo e insegurança. Mas enfrentar e superar estas limitações nos torna livres para viver plenamente os nossos potenciais. Abandonar crenças conscientes e inconscientes não é nada fácil; afinal muitas foram adotadas como forma de proteção em determinados momentos de nossas vidas, mas que agora estão desatualizadas e geram conflitos.

A proposta para um trabalho interior nos dá uma melhor perspectiva de nossas vidas com uma visão mais positiva em cada situação. Começamos por identificar e reconhecer as crenças limitadoras e nos reconectamos à nossa alma, mediadora do ego e o inconsciente; encontrar a fonte de autovalorização e merecimento que existe dentro de nós e através do autoconhecimento ter uma visão mais realista de nós mesmos. Uma conexão direta com nossa verdadeira essência e a partir dai começar a fazer melhores escolhas.

Essa mudança permite que nos tornemos mais flexíveis e preparados a cada nova circunstância, rompendo a estrutura rígida que rouba a oportunidade e nossa possibilidade de criar novos contextos para a autorealização.

O autoconhecimento é requisito indispensável para concretizar nossos potenciais e consequentemente para a conquista da autoestima. Esse ingrediente importante para a saúde integral traz as satisfações necessárias para melhor convivência com nós mesmos, com os seguintes benefícios:

  • Autoaprovação – ter convicção de seus valores e o direito de sermos amados e felizes.
  • Confiar em suas idéias – ser mais criativo e mais autêntico. Saber que pode cometer erros e aprender com eles.
  • Mais coragem e energia diante das dificuldades.
  • Flexibilidade – Aceitar as mudanças e os desafios com a certeza de que poderá enfrentar estas transformações.
  • Relacionamentos mais saudáveis.

Não estamos confinados às nossas crenças. Podemos transcender e sentir grande alegria com a experiência de estarmos vivos.

Grande abraço,

Gleise

Marcado com: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento, Saúde, Terapias

Que a energia do Natal te fortaleça para os desafios do próximo ano.

307912_original

 

QUERIDOS AMIGOS,

E CHEGAMOS A MAIS UM FINAL DE ANO…

MAIS UM CICLO SE ENCERRA E DEIXA O ACUMULO DE MAIS EXPERIÊNCIAS E APRENDIZADOS NESTA JORNADA INCRÍVEL E CHEIA DE DESAFIOS QUE É A VIDA.

A CHEGADA DE UM NOVO ANO TRAZ A OPORTUNIDADE DE NOVOS DESAFIOS, ENRIQUECENDO AINDA MAIS NOSSA EXISTÊNCIA, FORTALECENDO E RENOVANDO NOSSAS ESPERANÇAS.

MEU DESEJO SINCERO É QUE VOCÊ TENHA UM NATAL MARAVILHOSO E QUE O ANO DE 2017 SEJA REPLETO DE SONHOS, REALIZAÇÕES E MUITA SABEDORIA.

RECEBA MEU ABRAÇO FRATERNO,

GLEISE

Marcado com: , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento, Nutrição, Saúde, Terapias

Procrastinar pode não ser um bom negócio!

procrastinadores-696x468

Podemos ser procrastinadores sem nem mesmo nos dar conta disso…

Temos uma tendência para adiar tarefas ou projetos importantes por má gestão de tempo ou  falta de autocontrole. Com a mente inquieta, não conseguimos permanecer focados em objetivos realmente importantes, alternando constantemente de atividade. Muitas vezes certas tarefas não são realmente atrativas. Aliás, são sempre as mais chatas que tentamos evitar. É quando nossa mente inconsciente arruma aquela “desculpinha” para deixar para depois.

Adiar, deixar para depois… pode não ser uma boa escolha, principalmente em questões profissionais. Existem aqueles que dizem ser dependentes da adrenalina gerada pelo trabalho sob pressão, acreditando estar no controle da situação. Infelizmente isso nem sempre acontece e a consequência desse comportamento costuma deixar dúvidas quanto a qualidade e resultado do trabalho final.

O que você deveria estar fazendo agora mas não está?

Procrastinadores sabem exatamente o que deveriam estar fazendo, mas não conseguem fazer. A falta de foco pode estar relacionada ao excesso de trabalho, ao ambiente inadequado, à falta de autoconfiança para exercer determinada tarefa, a interrupções constantes e ainda a outras distrações, principalmente as digitais, para mencionar alguns exemplos.

Aliás, existem pesquisas que comprovam que as ferramentas digitais que deveriam ser utilizadas para o aumento da produtividade está gerando sua redução. O excesso de conectividade diminui a produtividade por alterar a percepção de tempo e espaço com prejuízos à saúde pelo aumento do estresse, preocupações e culpa. Isso sem contar com o reflexo negativo na carreira profissional e nos relacionamentos pessoais.

Este padrão de comportamento destrutivo nos impede de atingir nosso potencial e compromete nossa qualidade de vida.

É importante que façamos algumas mudanças de atitude, inicialmente admitindo a existência do problema e criando disposição para mudanças, tais como :

  • Organização:  criar uma agenda com  lista de afazeres de acordo com as prioridades. Uma vez com esse registro,  o estresse é reduzido, por não ficar repassando mentalmente o que tem que ser feito. É claro que a lista tem que ser conferida a cada finalização de tarefa.
  • Foco:  dedicar atenção a uma atividade de cada vez. Isso aumenta nossa produtividade e melhora nosso desempenho.
  • Ter disciplina: que resulta num maior aproveitamento do tempo.

Acha isso difícil? Se aplicarmos estas medidas em nosso dia a dia, conseguiremos cumprir nossas tarefas com mais eficiência, o que por si só  é uma grande recompensa pessoal. É um grande alívio quando nos livramos do acúmulo de pendências e o maior bônus fica por conta do tempo livre, que desfrutamos sem preocupações ou cobranças.

Se você se identifica como um procrastinador compulsivo… Está na hora de controlar esse instinto, melhorar suas competências  e elevar sua auto-estima.

Um grande abraço,

Gleise

Marcado com: , , , , , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento

Vitimismo – livre-se deste personagem

cristian-ferronato-pixabay    
Arte: Cristian Ferronato/ Pixabay

Nós somos o produto de cada pensamento e crença que alimentamos. Eles são o termômetro de nossas realizações. 

Quando acreditamos que nossos problemas são resultado de algo fora de nosso controle, que foram gerados por outras pessoas ou que somos sempre injustiçados, desprezados, sem sorte, corremos o risco de assumir o papel de vítima.

À medida que assumimos esse papel podemos cair em uma armadilha, onde incorporamos um personagem que não faz parte de nossa personalidade. Nesta postura consciente ou inconsciente podemos eleger situações e uma ou mais pessoas que facilitem o desempenho deste papel.

Atuamos como chantagistas emocionais, rancorosos, ressentidos, amargurados e sempre insatisfeitos, exigindo demais dos outros, mas retribuindo com ingratidão. Este comportamento negativo torna-se nocivo à própria vida e aos outros.

Na posição de vítima abrimos mão de nossas responsabilidades, nos tornamos dependentes e infantilizados, não conseguimos enxergar que somos nós que criamos as situações que vivemos.  E assim geramos um grande obstáculo para o nosso crescimento e desenvolvimento.

Subestimamos o poder de nosso cérebro em validar nossas crenças negativas alojadas em nosso subconsciente. É comum ouvir uma série de razões e desculpas como explicações para os insucessos e infortúnios.

O vitimista tem como característica a presença do sentimento de autopiedade o que dificulta sua capacidade de promover mudanças, sendo necessário um trabalho de autoconhecimento que facilite o ato de assumir responsabilidade e entender seu papel em sua frustração.

Quando reconhecemos nosso poder em promover mudanças nas várias situações da vida, damos o primeiro passo para nos livrar do sofrimento. Isso nos ajuda a encarar as dificuldades de forma mais realista e assumimos a responsabilidade sobre nossas vidas e nossas atitudes.

Invista em você!  Liberte-se do fracasso!  Acredite em si mesmo e em sua capacidade de transformação.

Um grande Abraço,

Gleise Bini

Marcado com: , , , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento

A magia dos aromas no estresse

aromaterapia-shutterstock

Se você está precisando de uma forcinha para driblar o estresse, os óleos essenciais podem ajudar e muito no resgate do seu equilíbrio!

O estresse interfere na atuação do sistema nervoso e altera bastante a qualidade de vida. Este estado de tensão e alerta continuo é um reflexo de situações de frustração e conflito.

É interessante observar como cada um de nós reage de modo diferente às experiências relacionadas aos eventos estressores no dia-a-dia…

Fatores causadores do estresse podem estar relacionados a ameaças reais externas como insegurança, problemas de saúde, sobrecarga de trabalho, desemprego, revezes financeiros, conflito nos relacionamentos, perdas, medos, etc… Ou também relacionados a fatores internos, normalmente ameaças subjetivas que tem origem na sensibilidade afetiva de cada um de nós, a forma como reagimos aos desafios e conflitos impostos pela vida.

Entendendo o funcionamento, quando o cérebro percebe o estresse, o corpo reage liberando hormônios como adrenalina e cortisol, suas armas de defesa. Enquanto a ameaça persistir ou se agravar, estes hormônios continuam a ser liberados e acabam causando prejuízos à saúde.

Neste estágio, quando você está estressado o tempo todo, num quadro negativo crônico, seu corpo pode sofrer alterações significativas tanto nos sintomas físicos, como distúrbios gastrointestinais, elevação da glicemia, aumento da pressão arterial, tensão muscular, queda anormal de cabelo, dor de cabeça frequente, insônia, baixa imunidade, etc… E nos sintomas emocionais como irritabilidade, oscilações de humor, angustia, problemas de concentração e memória, ansiedade, depressão e mudanças no apetite. Estes são alguns exemplos de sinais indicadores do estresse crônico.

A aromaterapia é parte integrante da fitoterapia, mas sua ação terapêutica é bem diferente. Sua aplicação no processo de estresse, contribui com a redução  do impacto destes sintomas psicológicos e fisiológicos, graças à ação olfativa, farmacológica e bioenergética dos aromas.

Para o tratamento dos problemas emocionais no estresse, o olfato é o caminho mais rápido e direto para atingir o sistema límbico, região do cérebro responsável pela memória, sentimentos e emoções. É nessa região, onde reside a essência secreta de nosso ser, que as moléculas aromáticas estimulam os neurotransmissores para ações que podem provocar sensações estimulantes, relaxantes e sedativas.

As propriedades terapêuticas para o equilíbrio do corpo e da mente, são encontradas em óleos essenciais com garantia de 100% de pureza. Seus benefícios podem ser obtidos por meio de massagens, banhos, vaporização e a inalação.

Por sua intensidade complexa, os óleos essenciais não devem ser utilizados diretamente na pele. Precisam ser diluídos em óleos vegetais ou cremes neutros para aplicação com uma margem segura de 2% em média (exemplo: 6 gotas de óleo essencial para 30 ml de óleo vegetal).

Existem varias sugestões de óleos essenciais para equilíbrio em situações de estresse. Eles podem ser utilizados individualmente ou em sinergia, combinados a 1 ou 2 outros óleos dependendo da situação. Exemplos de óleos essenciais com propriedades relaxantes e estimulante: Cipreste, Lavanda, Laranja Doce, Bergamota, Ylang Ylang, Gerânio, Sálvia esclaréia e Manjericão.

Essa prazerosa ferramenta terapêutica não deve ser subestimada. Quando os óleos essenciais são utilizados corretamente para o tratamento dos desequilíbrios causados pelo estresse, eles restabelecem o bem-estar, a harmonia e equilíbrio do corpo.

A escolha dos óleos mais adequados para cada circunstancia devem ser cuidadosamente selecionados para uma intervenção mais efetiva. Um profissional capacitado com conhecimentos em aromaterapia é capaz de auxiliar na escolha dos óleos essenciais que serão utilizados no combate as situações de estresse encontradas em cada caso.

Um grande abraço,

Gleise

Marcado com: , , , , , ,
Publicado em Saúde, Terapias

O que é estar saudável?

Gráfico saúde

Estar saudável é muito mais do que não estar doente…

É um processo criativo constante, influenciado por nosso estilo de vida e o meio ambiente.

É preciso entender que o corpo físico não é uma parte isolada de um ser!

É um sistema complexo que sofre influência de vários fatores como psicológico, social, individual, físico e nutricional.

Portanto, estar saudável ou estar doente depende do equilíbrio de todas as partes que integram nossa vida.

Ter conhecimento sobre si mesmo facilita e favorece os pequenos e constantes reajustes necessários, com menos estresse e maior controle.

É possível estar saudável prestando atenção aos sinais enviados pelo corpo e saber que podemos estar no controle de nossos pensamentos, emoções e no ambiente ao nosso redor.

São nossas escolhas que definem nossa realidade; são nossas reações que definem o peso de cada experiência.

A dica é: conheça a si mesmo e utilize todos os recursos internos para se manter saudável.

Fique bem!

Um grande abraço,

Gleise

Marcado com: , , , , ,
Publicado em Auto Conhecimento, Saúde